AMAPE

Fbrica de Vassouras PET






PROJETO PARA MONTAGEM DE UMA FABRICA DE VASSOURAS DE GARRAFAS PET


A produção de vassouras a partir da utilização de garrafas pet pós-consumo, possibilita o desenvolvimento social, ambiental e econômico da comunidade, viabilizando a integração de ações que passam pelos moradores, catadores, escolas e da cooperativa que fabricará as vassouras. A produção, além de atender a demanda da comunidade, das escolas e da prefeitura, pode ser comercializada em outros bairros e eventos, especialmente por ser possível produzir um produto de qualidade e que promove amplamente os conceitos de sustentabilidade.


01. OBJETO:


1.1 Fabricação de vassouras rústicas, para varrição de ruas, quintais residenciais e espaços comerciais, produzidas por uma pequena cooperativa, a qual poderia ser incentivada pela Secretaria de Trabalho, Esporte e Lazer.


02. OBJETIVOS:
 


2.1 Todas as vassouras utilizadas pelos garis da Prefeitura, na varrição das diversas ruas, seriam fabricadas por essa cooperativa;


2.2 As residências e os espaços comerciais que quisessem utilizá-las comprariam  nessa cooperativa;


2.3 Divulgações da Secretaria de Trabalho, Esporte e Lazer com esse projeto social;


2.4 Contribuir para a coleta seletiva de resíduos sólidos e reciclagem do lixo;


2.5 Oportunidades para ampliar o processo de trabalho e renda de pessoas mais carentes.

 

03. OPERACIONALIZAÇÃO:

 

3.1 A Secretaria de Trabalho, Esporte e Lazer promoveria uma seleção de pessoas interessadas e montar a cooperativa;


3.2 A SETRES cederia uma área para a instalação da cooperativa;


3.3 A cooperativa adquiriria os equipamentos necessários, capacitava o seu pessoal, produziria e comercializava as vassouras; 


04. REPERCUSSÃO SOCIAL E POLÍTICA:


Embora esse projeto seja bastante simples e de pequeno investimento, no entanto, teria uma grande repercussão política e social, pelos motivos que se seguem:


ß A Prefeitura local passaria a usar, nos serviços de varrição das ruas, apenas essas vassouras, produzidas por essa cooperativa;


ß As garrafas seriam adquiridas pelos estudantes das escolas municipais do Município, cuja escola que mais coletasse garrafas receberia um prêmio da Prefeitura;


ß Com a varrição das ruas, as vassouras se desgastavam naturalmente e, dessa forma, contribuiria para a preservação ambiental;


ß As diversas pessoas físicas e jurídicas que adquirissem essas vassouras, sem dúvidas faria comentários positivos para a Prefeitura.


05. PROCESSO PRODUTIVO DAS VASSOURAS:


5.1 Recebimentos das garrafas coletadas;


5.2 Limpezas das garrafas (retirada dos rótulos);


5.3 Retirada do fundo da garrafa;


5.4 Desfiar a garrafa (desfiadeira elétrica);


5.5 Preparar a chapa com a fiação para ser levada ao forno (tratamento das cerdas);


5.6 Cerdas prontas para montar a vassoura;


5.7 Montagens da vassoura na base (300 gr. De cerda);


5.8 Ajustar as cerdas na base e grampear;


5.9 Fazer o ajuste das cerdas, cortando as pontas desiguais;


5.10 Colocar o cabo da vassoura.


06. EQUIPAMENTOS PARA PRODUÇÃO:


6.1 Filetador de garrafas (fabricação das cerdas);


6.2 Máquina para cortar o fundo da garrafa;


6.3 Prensa para fabricação manual da vassoura;


Investimentos para produção e capacitação de 15 cooperados


 TOTAL R$ 30.204,00

Rua Engenheiro Oscar Ferreira, 338 - Poo - Recife, PE | Fone: 81 3266.4873 - amape@oi.com.br | Desenvolvido por Equipe G4 - Faculdade Marista